Economia

Presidente do BNDES quer retomar financiamento a exportações: ‘Não podemos demonizar a linha’

Após investigação sobre empréstimos para obras em Cuba e Venezuela, banco vai focar setores como defesa e software

RIO – Três anos depois de suspender o financiamento para obras de grandes empreiteiras no exterior em países como Cuba e Venezuela, o BNDES se prepara para retomar a linha de crédito à exportação de serviços. Para isso, o banco já discute com a Secretaria de Comércio Exterior regras para blindar a instituição de novas investigações.

Após a Lava-Jato, porém, o foco não será mais projetos de engenharia, mas setores como defesa e software, diz o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, que assumiu o cargo há dois meses. Nesses segmentos, o comprador leva não só o produto como os serviços de manutenção.

O presidente afirma ainda que a cessão de funcionários do BNDES “tem que ser aberta e livre”, não descarta um Programa de Demissão Voluntária (PDV) e avalia se desfazer da fatia do banco na JBS, quando a empresa fizer sua estreia na Bolsa americana.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios