DestaquePolícia

Preso em saída temporária é suspeito de assassinar estudante em Sorocaba

Paulo César Manoel não voltou à penitenciária onde cumpria pena de 19 anos por roubo e estupro; foragido, deixou a tornozeleira eletrônica na cama da pensão

SOROCABA – Um homem preso por roubo e estupro, em saída temporária pelo Dia das Mães, é suspeito de ter assassinado a estudante Rafaela de Campos, de 19 anos, no último domingo, 26, em Sorocaba, interior de São Paulo. A jovem desapareceu depois de ter prestado vestibular, no centro da cidade, e foi encontrada morta, no dia seguinte, dentro do Rio Sorocaba.

O suspeito, Paulo César Manoel, de 40 anos, cumpria pena de 19 anos por roubo e estupro e deixou a prisão usando tornozeleira eletrônica, mas não retornou e era considerado foragido. Segundo a polícia, ele usava o equipamento quando cometeu o crime.

De acordo com a Polícia Civil, imagens de câmeras de monitoramento mostraram a jovem sendo abordada pelo suspeito. Ela esperava o ônibus para Votorantim, onde morava, numa rua à margem do rio. Em seguida, os dois caminham em direção ao outro lado da rua. Cerca de 15 minutos depois, outra câmera flagrou o homem voltando sozinho. A polícia acredita que, nesse espaço de tempo, ele tentou estuprar Rafaela e acabou matando a jovem que, provavelmente, tentou se defender. A estudante ainda estava viva quando foi jogada no rio, e morreu afogada.

Paulo César é de São Paulo e já havia cumprido dez anos da pena na Penitenciária Dr. Antonio Souza Netto, de Sorocaba, quando conseguiu progredir para o regime semiaberto. Nessa condição, ele foi beneficiado com a saída do Dia das Mães, no dia 24 deste mês, e devia ter voltado no dia 27, mas não retornou. O suspeito estava hospedado em uma pensão, próxima da rodoviária de Sorocaba. No dia seguinte ao crime, o detento quebrou a tornozeleira eletrônica e deixou o equipamento sobre a cama.

A polícia distribuiu fotos e montou um cerco na tentativa de deter o suspeito. Até a noite, ele continuava foragido. O detento já rodou pelo sistema penitenciário paulista, passando pela Cadeia de Pinheiros, em São Paulo, Centro de Detenção Provisória de Osasco e penitenciárias de Iaras, Serra Azul e Presidente Venceslau, antes de ser transferido para Sorocaba. O corpo de Rafaela foi sepultado nesta quarta-feira, 29, no Cemitério São João Batista, em Votorantim.

Via
Terra
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios