Polícia

PRF apreende mais de meia tonelada de cocaína em Mato Grosso

A droga estava escondida no fundo falso de um caminhão

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu um carregamento com mais de meia tonelada de cocaína em Mato Grosso no sábado (25). A droga, escondida em um fundo falso de um caminhão, seria levada para o interior paulista. O flagrante ocorreu na BR-070, em Campo Verde (MT).

Por volta das 11h, equipes da PRF abordaram um caminhão que seguia no sentido Cuiabá. Segundo a corporação, o motorista estava bastante nervoso, o que aumentou a desconfiança dos policiais. Eles iniciaram uma revista mais detalhada e encontraram diversos tabletes da droga. O entorpecente estava escondido em compartimentos do veículo.

Segundo a PRF, havia aproximadamente 510 quilos de cloridrato de cocaína. De acordo com os policiais rodoviários, o condutor confessou que buscou o caminhão carregado com a droga na região de fronteira com a Bolívia. “Ele disse ainda que receberia uma quantia em dinheiro para levar o carregamento até Campinas, em São Paulo”, diz a nota da PRF.

A ocorrência foi encaminhada à Polícia Federal em Cuiabá.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios