Justiça

Quatro presos envolvidos em massacre de Altamira morrem em briga dentro de caminhão-cela

Detentos eram transferidos de Altamira para Marabá após rebelião em presídio

ALTAMIRA — Quatro presos foram assassinados , dentro de um caminhão-cela da Superintendência do Sistema Penal do Estado do Pará (Susipe), na noite desta terça-feira. Trinta detentos estavam sendo transportados de Altamira para Marabá, depois da rebelião que deixou 58 mortos no Centro de Recuperação Regional, quando em dado momento iniciaram uma briga que resultou na morte de quatro deles.

Os mortos são Werik de Sousa Lima, José Ítalo Meireles Oliveira, Dhenison de Souza Ferreira e Valdenildo Moreira Mendes. Todos os presos que estavam dentro do caminhão estavam sendo transferidos do Centro de Recuperação de Altamira para outras unidades prisionais depois do massacre que resultou na morte de 58 presos, sendo 16 decapitados.

Uma rebelião com cinco horas de duração deixou 57 mortos nesta segunda-feira no Centro de Recuperação Regional de Altamira, no Sudoeste do Pará. Foto: STRINGER / REUTERS
Uma rebelião com cinco horas de duração deixou 57 mortos nesta segunda-feira no Centro de Recuperação Regional de Altamira, no Sudoeste do Pará. Foto: STRINGER / REUTERS

Na noite desta terça-feira, o corpo de mais um detento foi localizado nos escombros da casa de detenção de Altamira, aumentando para 58 o número de mortos no massacre, que já está sendo rotulado como a Carnificina de Altamira. Os quatro corpos dos presos assassinados no caminhão-cela já estão no prédio do Instituto Médico Legal do município de Marabá.

A Ordem dos Advogados do Brasil no Pará (OAB-PA) informou que vai pedir explicações à Susipe sobre o episódio ocorrido dentro da unidade móvel prisional, que, a rigor, e por medida de segurança, transporta os presos algemados a grades, para evitar possíveis fugas e acertos de contas entre detentos rivais.

 

 

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios