DestaquePolícia

Receita Federal apreende quase meia tonelada de cocaína que iria para a Holanda

Droga estava escondida em meio a uma carga de exportação com destino a Roterdã, na Holanda.

Ao menos 489 kg de cocaína foram apreendidos pela Receita Federal no Porto de Santos, no litoral de São Paulo. As informações foram confirmadas ao G1 nesta segunda-feira (10) e, segundo a autoridade aduaneira, o carregamento tinha como destino o porto de Roterdã, na Holanda. Ninguém foi preso.

A droga, apreendida na última sexta-feira (7), foi localizada em uma carga de exportação de microsílica, um material utilizado para a fabricação de concreto. Os entorpecentes, embalados em barras, estavam escondidos nas sacas do produto que seria embarcado.

Droga estava escondida em meio a material de construção com destino a Holanda — Foto: Divulgação/Receita Federal

Droga estava escondida em meio a material de construção com destino a Holanda — Foto: Divulgação/Receita Federal

De acordo com as autoridades, os criminosos esconderam o carregamento de drogas em uma carga regular e legalmente declarada, em uma tentativa de despistar a fiscalização. Os entorpecentes foram entregues à Polícia Federal, que prosseguirá com as investigações para encontrar os responsáveis pelo tráfico internacional de drogas.

Apreensões

Segundo a Alfândega do Porto de Santos, já foram apreendidos cerca de 11.167 kg de cocaína no cais santista, somente em 2019. Em maio, quatro operações consecutivas, realizadas em três dias, resultaram na interceptação de quase duas toneladas de droga, escondidas em cargas com destino a porto da Holanda e da Bélgica.

Via
G1 Santos
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios