DestaqueEntretenimentoNotícias

Record usa dados de Bolsonaro para divulgar sobre palestras dos jornalistas da Globo e GloboNews

O “Jornal da Record” dedicou alguns minutos da sua edição desta segunda-feira (26) para falar sobre jornalistas da Globo e GloboNews que teriam recebido dinheiro público para palestras do Senac. Os dados foram divulgados pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que ainda fez ameaças à imprensa.

A Record, então, comentou sobre auditores estarem questionando a vinculação dos temas das palestras de profissionais da concorrente com a missão do Senac para promover a educação profissional.

“Uma auditoria feito no Senac do Rio de Janeiro questiona a contratação de jornalistas para evento da entidade em 2016, bancado com dinheiro público”, comentou o telejornal.

 

A emissora cita como exemplos de palestrantes os jornalistas Merval Pereira, que teria falado sobre crise econômica, impeachment e chegada de Michel Temer ao poder, o ex-comentarista Samy Dana – com tema sobre desburocratização e empreendedorismo – e Rodrigo Pimentel, para fazer um paralelo entre a realidade de um batalhão e as empresas no cenário comercial.

A apresentadora da Globo Giuliana Morrone também foi citada na reportagem. Ela teria recebido R$ 270 mil para contar sobre como pequenos empresários de Nova York enfrentaram a recessão americana de 1929.

“Em outra parte, os auditores do Senac cobram a apresentação do contrato, comprovantes de pagamento e evidência da prestação de serviço dos seguintes jornalistas: Flavia Oliveira, Flavio Fachel e Lilia Teles”, afirmou a reportagem do “Jornal da Record”.

A emissora de Edir Macedo ainda exibiu uma fala de Bolsonaro, em entrevista com jornalistas, criticando os profissionais que teriam recebido a verba pública. “Eu falei que não ia dar entrevista. Eu não vou dar entrevista, só vou falar com vocês. Não sei o porquê, com coincidência, esse pessoal é o que mais desce o pau em mim”, disse ele.

“Não encontra nada de bom na minha pessoa, só sou péssimo. Enquanto eles estavam ganhando dinheiro aqui, não criticavam com a devida Justiça os governos anteriores. Ou seja, colunistas importantes, que fazem opinião pública, recebem dinheiro público para desinformar”, completou o presidente, que ainda criticou o fato das palestras terem sido contratadas sem concorrência.

A Record afirmou que procurou a assessoria da Globo, que “informou que nem a empresa, nem os jornalistas, vão se pronunciar sobre o assunto”. Já o ex-comentarista de economia Samy “disse que fez palestras também em outras unidades do Senac no Rio de Janeiro e apresentou as notas”.

 

Via
RD1
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios