NotíciasSaúde

Resultado da vacina contra covid-19 da Oxford deve sair em setembro

Empresa responsável pelos testes que serão realizados no Brasil destaca que, mesmo sem o resultado, já estão produzindo a vacina em larga escala

A empresa AstraZeneca, em conjunto com a universidade britânica de Oxford, anunciou nesta sexta-feira (5) que iniciará testes da vacina contra a covid-19 em pacientes brasileiros e que os resultados devem ficar prontos em setembro.

Os testes foram liberados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), em uma publicação no Diário Oficial na última terça-feira (2) e testará, em sua fase inicial, 2 mil brasileiros.

Apesar disso, os ensaios clínicos em humanos já acontecem desde o final de abril com pacientes britânicos, e a empresa afirma que decidiu não esperar o resultado dos testes para iniciar a produção.

“Estamos começando a produzir esta vacina agora, tem que estar pronta para quando tivermos os resultados”, explicou o diretor executivo da empresa, Pascal Soriot para rede britânica BBC na quinta-feira (4).

O diretor afirmou que, em fase inicial, a AstraZeneca pretende produzir mais de 2 bilhões de doses da vacina, destinando metade delas a países em desenvolvimento. Para ele, o risco financeiro da vacina não funcionar não é um problema caso salve vidas.

O grupo também anunciou um acordo de US$ 750 milhões (equivalente a R$ 3.750 milhões) para as organizações internacionais, CEPI e GAVI, com o objetivo de aumentar a fabricação em 300 milhões de doses com entrega prevista a partir do final do ano.

Os testes da vacina experimental, conhecida como ChAdOx1 nCoV-19, em São Paulo, serão conduzidos pelo Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios