Saúde

Rio contrata 618 profissionais de saúde para atuarem em 12 unidades

Profissionais começam a trabalhar no próximo sábado

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio (SES) contratou 618 profissionais que começam a atuar partir do próximo sábado (4) na rede de saúde, com a finalidade de conter a disseminação do novo coronavírus no estado. As vagas serão distribuídas em 12 unidades administradas pela Fundação Saúde. Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, biólogos, farmacêuticos e demais contratados reforçarão as equipes das unidades de atendimento.

Para o secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, a agilidade na contratação de novos profissionais é de grande importância para preencher a necessidade de maior número de atendimentos aos pacientes da covid-19.

“Estamos passando por um momento de exceção. Nenhum sistema de saúde no mundo está preparado para o aumento expressivo da demanda por atendimento de emergência. Por este motivo, estamos trabalhando para ampliar o quadro de profissionais atuantes o mais breve possível”, disse o secretário.

Os profissionais aprovados no último concurso da Fundação serão divididos nas categorias: médico; assistente social; biólogo; engenheiro de segurança do trabalho; físico nuclear; odontólogo; farmacêutico; fonoaudiólogo; nutricionista; psicólogo; técnico em farmácia; técnico de laboratório; enfermeiro; técnico em saúde bucal e técnico de enfermagem.

Eles serão distribuídos nas seguintes unidades: Instituto de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti (Hemorio); Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia Luiz Capriglione; Centro Psiquiátrico do Rio de Janeiro; Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio De Castro; Instituto Estadual de Doenças do Tórax Ary Parreiras; Programa Estadual de Transplante; Hospital Estadual Carlos Chagas; Instituto Estadual de Dermatologia Sanitária; Hospital Estadual Santa Maria; Laboratório Central Noel Nutels; Instituto Estadual de Infectologia São Sebastião  e Hospital Estadual Eduardo Rabello.

Por: Agência Brasil

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios