Política

Russomanno chama advogado Marco da Costa para vice

A definição de Marcos da Costa como vice ocorre depois da tentativa de compor aliança com a deputada Joice Hasselmann, do PSL,

No último dia de prazo do calendário eleitoral, o Republicanos oficializou nesta quarta-feira, dia 16, a candidatura do deputado federal Celso Russomanno na disputa pela Prefeitura de São Paulo e anunciou que o vice na chapa será o advogado Marcos da Costa, do PTB, ex-presidente da OAB paulista.

A chapa ingressa na disputa como a dupla preferencial do presidente Jair Bolsonaro na disputa e já recebeu a sinalização de que terá apoio público do mandatário. Tanto o Republicanos quando o PTB integram a base aliada de Bolsonaro na Câmara dos Deputados. A união aumenta o tempo de rádio e televisão no horário eleitoral gratuito que Russomanno terá à sua disposição.

“Esse alinhamento já existe com o governo federal e será muito bom para São Paulo”, afirmou o presidente nacional do Republicanos, Marcos Pereira, na convenção.

“Celso, você é meu candidato e o meu amigo de 20 anos. Estamos juntos mais uma vez”, discursou Marcos da Costa. “Essa união propicia uma campanha mais robusta e mais forte”, afirmou Russomanno.

A definição de Marcos da Costa como vice ocorre depois da tentativa de compor aliança com a deputada Joice Hasselmann, do PSL, e com o major Costa e Silva, que disputou o cargo de governador pelo Democracia Cristã (DC) nas eleições de 2018 e que será candidato a vereador pelo PTB. A investida com o PSL não teve sucesso e que o partido teria que abrir mão da candidatura própria. A conversa foi feita com a ala “bolsonarista” da cúpula do PSL nacional, que tenta se reaproximar do presidente, passando por cima da executiva estadual.

O PTB já tinha realizado no sábado a sua convenção partidária que tinha oficializado a candidatura própria de Marcos da Costa. Com a desistência, o partido mantém a tendência dos últimos 24 anos de firmar uma composição. Nesta terça-feira, o PTB e a assessoria do Marcos da Costa reafirmaram a candidatura própria do advogado e negaram reiteradas vezes a possibilidade de composição com o Republicanos.

O atual prefeito, Bruno Covas (PSDB), o ex-governador Márcio França e, agora, Russomanno são os únicos candidatos que conseguiram formar coligação para aumentar o tempo de televisão no horário eleitoral.

Na convenção do PTB, Marcos da Costa disse estar alinhado ideologicamente a Bolsonaro. Questionado sobre a relação conturbada do presidente da República com a OAB e de seus apoiadores com integrantes do poder Judiciário, o candidato afirmou ser um democrata e defendeu a Constituição.

Disse também que se identifica com valores do presidente do partido, Roberto Jefferson, apoiador de Bolsonaro: “(Me identifico com) a defesa que ele faz da Pátria. Nunca me vi saindo do Brasil. Quanto à família, casei com minha primeira namorada. Quanto ao credo em Deus, sempre fui cristão, sou estou aqui por causa Dele. Entrei para o PTB sabendo do reposicionamento do partido, mais conservador e à direita. São valores que defendo.”

Na convenção, além de aprovar a chapa majoritária (Russomanno-Marcos) e a chapa de vereadores, o Republicanos deu carta branca para que a executiva paulistana do partido realize alterações nos quadros lançados sem precisar de nova consulta aos convencionais.

Comentários no Facebook

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios