Notícias

SC tem chacina em casa no Norte do estado; polícia investiga briga de facções

aso ocorreu na tarde desta sexta-feira (6) em Araquari.

A polícia de Araquari, no Norte de Santa Catarina, investiga cinco mortes ocorridas em uma casa no município na tarde desta sexta-feira (6). De acordo com a Polícia Militar, quatro pessoas foram encontradas mortas com marcas de tiro e uma quinta vítima também estava sem sinais vitais, mas sem ferimentos. Outras duas pessoas foram feridas por balas.

Veja mais: Greve na França contra reforma da previdência de Macron cria caos nos transportes pelo 2º dia

O caso ocorreu por volta das 14h45 em uma área de ocupação no Centro de Araquari, segundo a PM. Os policiais acreditam que os crimes estejam relacionados com brigas entre grupos criminosos ligados ao tráfico de drogas na região. Um suspeito foi identificado e a polícia fazia buscas por ele. Até 17h30, ele não havia sido encontrado.

Cápsulas de balas foram encontradas na casa onde pessoas foram mortas em Araquari — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Cápsulas de balas foram encontradas na casa onde pessoas foram mortas em Araquari — Foto: Polícia Militar/Divulgação

De acordo com a PM, foram mortos uma mulher de 37 anos, um homem de 40 anos e outros dois de 21 anos. Uma idosa de 70 anos foi a pessoa encontrada morta, mas sem ferimento. A polícia acredita que ela tenha tido um infarto.

Ficaram feridos dois rapazes, de 18 e 21 anos. Eles foram levados ao Pronto Atendimento de Araquari. Conforme o Corpo de Bombeiros, o jovem de 18 foi baleado na boca, no braço direito e na perna esquerda.

Veja mais: Bradesco e Fitch apostam em crescimento mais forte do Brasil em 2019 e 2020

No local, a polícia encontrou um revólver e várias cápsulas de balas de dois calibres. A Polícia Civil pediu que fosse feita perícia na casa.

Via
G1
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios