JustiçaPolícia

Secretário de Segurança de Rio das Ostras é preso durante ação de investigação pela morte de três pessoas

Polícia encontrou pistola de uso restrito na casa de Paulo Carvalho, conhecido como Carvalhão; ele foi preso em flagrante

RIO – O secretário de Segurança de Rio das Ostras, o policial militar Paulo Fernando Carvalho Gomes, o Carvalhão, foi preso no início da manhã desta terça-feira por porte ilegal de arma.

Ele foi alvo de um mandado de busca e a apreensão dentro do inquérito que investiga sua participação no assassinato de três homens numa emboscada ocorrida em local ermo da rodovia RJ-168, na altura da Fazenda Pau Ferro, no dia 16 de março de 2010. Agentes do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO), com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI), ambos do Ministério Público, e em parceria com a Corregedoria-Geral da Polícia Militar, também cumprem mandado de busca e apreensão em endereços ligados a Rodrigo Gil, o Rodrigo Aranha, acusado do mesmo crime.

Na casa de Carvalhão, os agentes apreenderam uma pistola Glock .40 com kit rajada. Ele foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de uso restrito. Os agentes cumprem mandados de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Macaé baseados em denúncia oferecida pelo MP. Segundo a denúncia, por volta das 14h30m do dia 16 de março de 2010, Carvalhão e Rodrigo Aranha abriram fogo contra o carro em que estavam João Gomes Salles Filho, Sérgio José de Souza Borges Barbosa e Oscar de Oliveira Souza, que morreram.

Além deles, Marlene Eliete dos Santos, que estava no carro, também foi alvo dos tiros, mas escapou com vida, pois se protegeu abaixando-se no assoalho do veículo.

Via
O GLOBO
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios