Política

Senado: CCJ inicia 1ª audiência pública sobre Previdência

Semana deve ser de discussões sobre a reforma na CCJ, com audiências marcadas também para quarta e quinta-feira

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado abriu na manhã desta segunda-feira, 20, a primeira de seis audiências públicas previstas para debater a reforma da Previdência.

O grupo recebe nesta manhã o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, o presidente do Comitê dos Secretários de Fazenda dos Estados e Distrito Federal (Comsefaz), Rafael Fonteles, o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Jayme de Oliveira, o ex-ministro da Fazenda Nelson Barbosa, o coordenador da Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas), Ângelo Costa, e o promotor de Justiça do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, Emerson Garcia.

A semana deve ser de discussões sobre a reforma na CCJ, com audiências marcadas também para quarta e quinta-feira. De acordo com calendário previsto pelas lideranças, a leitura do parecer do relator, Tasso Jereissati (PSDB-CE) será na próxima semana, com votação na CCJ no início de setembro. Já o primeiro turno da votação no plenário será no dia 24 de setembro, e o segundo turno foi agendado para dia 10 de outubro.

A proposta que altera as regras de aposentadoria foi aprovada na Câmara dos Deputados no início de agosto. Pelo texto que chegou ao Senado, a economia esperada em dez anos é de R$ 933,5 bilhões.

Veja também: PF prende investigados por roubo a carros dos Correios no Rio

Via
Estadão
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios