Economia

Setor hoteleiro de BH comemora crescimento de 17,2% em diária média

Cidade teve crescimento maior em relação às outras 13 capitais analisadas

O setor hoteleiro de Belo Horizonte comemora o crescimento de 17,2% na média diária alcançada de janeiro a novembro de 2019. Os dados foram divulgados pelo Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (Fohb) e representam a melhora na economia para esse ramo. A pesquisa analisou 527 hotéis de redes associadas responsáveis por 68.905 unidades habitacionais (UHs).

Entre os aspectos que tiveram mais destaque, estão a Taxa de Ocupação, com aumento de 5,9%, e a Receita por Apartamento Disponível (RevPar), com 24,1%, que só foi menor do que o conquistado por Vitória, capital do Espírito Santo, que teve uma melhora de 27,8%.

Belo Horizonte pode ter tido esse crescimento por ser visto como um bom destino para viagens turísticas e de eventos, segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria dos Hotéis de Minas Gerais (ABIH-MG), Guilherme Sanson. Há pontos turísticos como a Lagoa da Pampulha, o Circuito Cultural da Praça da Liberdade, o Parque Municipal e o Mirante do Mangabeiras, por exemplo. Para visitá-los com mais conforto, é possível procurar por um lugar de aluguel de carros em BH.

Os dados da ABIH-MG mostram ainda que a Taxa de Ocupação do mês de novembro foi a maior de todas, com 77,3%, o que é equivalente a um crescimento de 7,28% em relação a outubro. Enquanto isso, junho se destacou com a média diária de R$ 234,57, e julho, em relação ao RevPar, ficou na casa dos R$ 156,98. De acordo com Sanson, essas altas representam a procura por melhorias no atendimento.

“Priorizar a experiência do hóspede e um atendimento mais eficaz e personalizado, ampliando os serviços e disponibilizando o melhor para o cliente, somado a melhora da economia, é fundamental para nos mantermos competitivos, atraindo cada vez mais novos hóspedes e fidelizando os que já temos”, explica.

Carnaval 2020

A expectativa para o Carnaval é de ainda mais crescimento no setor. Em 2019, a cidade teve cerca de 4,3 milhões de foliões, entre moradores e turistas. Destes, 18,6% se hospedaram em hotéis, um aumento de 15% em relação a 2018. A Taxa de Ocupação média ficou em 66,82%, com 9,2% de aumento em comparação ao ano anterior. O mesmo refletiu na Diária Média, que foi de R$ 226,06, um aumento de 26%.

Neste ano, espera-se por volta de cinco milhões de pessoas. Desta forma, o setor hoteleiro tem a expectativa de que a Taxa de Ocupação fique em torno dos 80% na região central e 58% nos locais mais afastados.

 

Via
POR: Agora Notícias Brasil
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios