Polícia

Sobrinho é preso suspeito de matar tia idosa asfixiada, em Ponta Grossa

Polícia investiga se a idosa sofreu violência sexual antes da morte; homem foi preso em flagrante, neste sábado (22).

Um homem foi preso suspeito de matar uma tia idosa, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. O homem foi preso em flagrante, na manhã deste sábado (22).

De acordo com a Polícia Militar (PM), o crime foi registrado na Vila Cipa. Luci Lirman Antunes, de 62 anos, morreu asfixiada.

O sobrinho, Anderson Lirman Antunes, de 34 anos, foi preso em flagrante por homicídio.

Conforme a polícia, o suspeito mora com um irmão, perto da casa da idosa. A PM informou que o homem foi até a casa da tia e levou a vítima até a casa dele, onde cometeu o crime.

Depois de a idosa ter sido asfixiada com um lençol, de acordo com a polícia, o irmão do suspeito acionou os policiais.

A vítima ainda estava viva quando os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegaram ao local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A polícia informou que também será investigado se a vítima sofreu violência sexual antes de ser morta, considerando que foi encontrada sem parte das roupas íntimas.

“Ainda está em elucidação. Há uma prévia de que seja um crime premeditado, de acordo com o próprio autor dos fatos, mas tudo isso é apurado mediante processo criminal, e a partir da lavratura do flagrante delito”, disse Bruno Araújo, tenente da PM.

Segundo a polícia, a idosa chegou a denunciar que o suspeito estava foragido, após ele fugir do sistema penitenciário. À época, conforme a polícia, o homem cumpria pena por roubo, e foi recapturado.

Polícia investiga morte de idosa de 62 anos asfixiada pelo sobrinho, em Ponta Grossa — Foto: Reprodução/RPC
Polícia investiga morte de idosa de 62 anos asfixiada pelo sobrinho, em Ponta Grossa — Foto: Reprodução/RPC

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios