Justiça

STF decide arquivar representação do PT contra Carla Zambelli

Partido dos Trabalhadores havia apresentado notícia-crime para investigar mensagens da deputada para o ex-ministro Sergio Moro

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, decidiu nesta segunda-feira, 29, pelo arquivamento de uma notícia-crime contra a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) apresentada pelo PT.

O partido defendia a investigação de uma possível prática dos crimes de tráfico de influência e advocacia administrativa em mensagens trocadas pela parlamentar com o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro. Na ocasião, Zambelli pediu a Moro que aceitasse a ida de Alexandre Ramagem para o comando da Polícia Federal: “E vá em setembro para o STF. Eu me comprometo a ajuda a fazer o JB [Jair Bolsonaro] prometer”, escreveu a deputada. Moro respondeu que não estava “à venda”.

De acordo com o PT, a fala de Zambelli “configura ato potencialmente ilegal” por ter envolvido a promessa de uma vaga no STF em troca da mudança na PF. Isso teria demonstrado, na visão dos parlamentares, que a deputada agiu como “intermediadora de interesses”.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios