Internacional

Surto de peste africana impacta lucros da gigante chinesa da carne suína WH Group

A gigante chinesa WH Group reportou nesta terça-feira uma queda de 16,9% nos lucros do primeiro semestre, com preços mais elevados de carnes devido a surtos de peste suína africana impactando as margens da maior processadora global de carne suína.

O lucro atribuído aos acionistas controladores da companhia, antes de ajustes por valor biológico justo, foram de 463 milhões de dólares, ante 557 milhões no mesmo período do ano anterior, enquanto o lucro operacional caiu 11,8%, para 765 milhões de dólares.

A peste suína africana, que se espalha pela China desde o ano passado, é fatal para porcos, embora não afete pessoas. O rebanho suíno da China, o maior do mundo, encolheu 25,8% em junho ante mesmo mês do ano passado devido à doença, enquanto o rebanho de animais matrizes caiu 26,7%, segundo dados oficiais, embora muitos acreditam que os números reais podem ser o dobro disso.

“Nós prevemos que o maior desafio na China é o aumento contínuo dos preços do suíno, como resultado da crescente escassez de oferta, o que empurrará para baixo nossa margem de carnes embaladas”, disse a empresa em comunicado.

Os preços de suínos vivos subiram fortemente desde meados de junho em algumas áreas, como a populosa província de Guangdong, ao sul, onde eles dobraram desde abril, para quase 28 iuanes (3,96 dólares) por quilo.

A WH Group disse que as vendas de carnes embaladas na China ficaram estáveis, com o mercado consumidor desacelerando e após a empresa ter elevado preços.

Mas os lucros operacionais do setor caíram substancialmente, uma vez que custos de porcos e aves subiram e a companhia também gastou mais com marketing.

Na Europa, os custos mais altos também reduziram o benefício de vendas mais fortes, mas nos Estados Unidos houve forte ganho nos lucros em meio ao bom desempenho de produtos de maior valor.

As carnes embaladas representam mais da metade das receitas do grupo, que chegaram a 11,1 bilhões de dólares no semestre. O setor respondeu por quase todo o lucro operacional.

Falando a jornalistas, o presidente da unidade chinesa do grupo, Henan Shuanghui Investment and Development, Ma Xiangjie, disse que a companhia aumentou os preços três vezes durante o primeiro semestre.

A companhia continuará a elevar os preços de venda e a introduzir produtos de maior valor para compensar os preços das matérias-primas que continuarão altos no próximo ano, disse.

Ele acrescentou que a pressão sobre os setores agrícola e de abates da China devido à peste suína africana e à guerra comercial com os EUA vão oferecer ao grupo oportunidades de expansão, mas não detalhou.

Veja também: Plácido Domingo acusado de assédio sexual por nove mulheres

Via
Reuters
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios