DestaqueEntretenimento

Theo Becker pede prisão de Gregorio Duvivier e defende Bolsonaro

Ex-ator da Record e sempre polêmico em suas declarações, Theo Becker saiu em defesa mais uma vez de Jair Bolsonaro, após uma matéria de Gregorio Duvivier com a cabeça do presidente cortada.

O galã chamou o humorista de “bandido” e pediu sua “prisão urgente”.

No título da matéria, Gregorio escreveu que o “único jeito de não ficar triste é ficar puto”, fazendo referência ao momento político do país. Na ilustração: uma mulher segurando a cabeça de Bolsonaro, retirada do corpo, sangrando.

Em sua conta no Instagram, o ex-Fazenda se manifestou indignado: “Passou dos limites. Vejam a nova foto que o novo Boulos, Gregorio Duvivier, teve a coragem de postar… Isso já não é mais coisa de comediante, é coisa de bandido que só tem ódio no coração”.

Em seguida, Becker considerou Bolsonaro como um salvador. “Faz com que seus fãs também cheios de ódio queiram assassinar nosso presidente e salvador do país, Jair Messias Bolsonaro. Vejo isso como motivo de prisão urgente”, avisou.

View this post on Instagram

😱😳😮😲😦🥴PASSOU DOS LIMITES Vejam a foto que o novo Boulos @gduvivier teve a coragem de postar… isso já não é mais coisa de comediante, é coisa de bandido que só têm ódio no coração, pois faz com que seus fãs tbem cheios de ódio queiram assassinar nosso presidente e salvador do país @jairmessiasbolsonaro Vejo isso como motivo de prisão urgente.. o que ele tá pensando…quer fazer piada.. com assuntos variados..até vai, mas incentivando arrancar a cabeça do presidente…Acho que passou dos limites,o que vcs acham? Ele deve ficar impune?! E outras pessoas agora também podem fazer essa barbaridade? #bandido #boulos #desserviço #doente #terrorista #comunista #socialista #egoista Fica minha pergunta: E SE FOSSE O BOLSONARO QUE TIVESSE POSTADO O BOULOS SEM CABEÇA E SANGRANDO? Pediriam até o impeachment do presidente… #hipocritas

A post shared by Theo Becker de Oliveira (@theobecker) on

Via
RD1
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios