Internacional

Trump diz estar considerando um bloqueio ou quarentena na Venezuela

Ele não elaborou ou explicou como ou quando seria esse bloqueio; sua administração, até agora, tem se focado em exercer pressão econômica e diplomática contra Maduro enquanto evita abordar qualquer tipo de ação militar

WASHINGTON – O presidente dos EUA, Donald Trump, disse nesta quinta-feira, 1º, estar considerando uma quarentena ou bloqueio contra a Venezuela, à medida que Washington eleva a pressão para que Nicolás Maduro deixe o poder.

Trump não elaborou ou explicou quando ou como um bloqueio poderia ser imposto ao país, já que sua administração, até agora, tem se focado em exercer pressão econômica e diplomática contra Maduro enquanto evita abordar qualquer tipo de ação militar.

Quando questionado por um repórter se ele estava considerando tal medida devido ao grande envolvimento da China e do Irã na Venezuela, Trump respondeu: “Sim, eu estou”, sem dar detalhes.

O Ministério da Informação da Venezuela não respondeu imediatamente ao pedido para comentar. Os EUA e a maioria dos países ocidentais reconhecem o líder político opositor Juan Guaidó como presidente da Venezuela desde que ele se autoproclamou presidente interino, em janeiro.

ONU denuncia execuções na Venezuela
O governo Trump tem aplicado cada vez mais uma série de sanções à Venezuela para pressionar Maduro a renunciar e anteriormente recusou-se a descartar a possibilidade de tomar ações militares. Mas autoridades dos EUA deixaram claro que estão concentradas em medidas econômicas e diplomáticas e não mostraram sinais significativos de assumir opções militares.

Os aliados latino-americanos de Washington também alertaram contra uma possível intervenção militar dos EUA. Rússia, China e Irã expressaram apoio a Maduro e o Kremlin enviou um pequeno número de tropas para o país sul-americano.

Via
Reuters
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios