Mundo

TV estatal do Irã diz que ‘80 americanos’ morreram em ataques

Autoridades dos EUA, no entanto, não confirmaram o número de vítimas; o presidente Donald Trump chegou a dizer que 'está tudo bem'

A televisão estatal iraniana informou na manhã desta quarta-feira (8), no horário local, que ao menos 80 americanos morreram no ataque a bases dos Estados Unidos no Iraque.

Veja mais: Com fundo eleitoral de R$ 202 milhões, PSL é cobiçado para formar alianças em municípios

Citando apenas uma “fonte” não identificada do Corpo de Guardas da Revolução Islâmica do Irã, a Irã Press informou que os mísseis “atingiram pontos vitais da base aérea dos EUA, danificando drones, helicópteros e outros equipamentos militares caros, e causando uma perda significativa no Exército dos EUA”.

Os soldados norte-americanos feridos teriam sido transferidos para Bagdá, capital do Iraque.

Até o começo da manhã desta quarta-feira, no entanto, nenhuma autoridade norte-americana havia confirmado o número de eventuais mortos, feridos ou perdas materiais.

Pelo Twitter após os ataques, Trump chegou a dizer que estava “tudo bem” e que o número de vítimas e danos materias ainda estavam sendo avaliados.

Ainda de acordo com a Iran Press, 15 mísseis atingiram a base de al-Asad, e nenhum deles foi interceptado pelo sistema de radar do Exército dos EUA.

“A precisão e a gravidade dos mísseis lançados foram tão altas e severas que alguns destruíram simultaneamente vários alvos vitais para os EUA”, diz a TV.

A informação é diferente do que havia declarado mais cedo autoridades do Iraque. Segundo a rede de TV norte-americana CNN, em nota, militares iraquianos disseram que 22 mísseis foram lançados contra a base de al-Asad. Do total, 17 atingiram o objetido e dois não detonaram.

Veja mais:Operação mira suspeitos de abuso sexual de crianças e adolescentes

Outros cinco projéteis atingiram uma base na província de Erbil, no norte do Iraque, acrescentou o comunicado.

Retaliação

Os ataques foram uma retaliação à morte do general Qassem Soleimani. O líder da Força Quds, tropa de elite da Guarda Revolucionária do Irã e outras seis pessoas morreram em um ataque autorizado pelo presidente dos EUA, Donald Trump.

Via
R7
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios