DestaqueGeralInternacional

Ultradireita supera partido de Macron em pesquisa para eleições europeias na França

Presidente vê sua popularidade cair com ampliação dos 'coletes amarelos'

PARIS — A extrema direita da França supera o partido República Em Marcha (REM) , do presidente Emmanuel Macron, numa pesquisa de intenções de voto para as eleições europeias deste mês. Foi a primeira vez que o Reunião Nacional (RN), liderado por Marine Le Pen, obteve este resultado para a votação que escolherá novos deputados para o Parlamento Europeu, da União Europeia (UE).

De acordo com a pesquisa Ipsos para a France Television e a Rádio France, o RN obteve 22% das intenções de voto, contra 21,5% para o partido de Macron. O levantamento ouviu 1.500 pessoas nos dias 2 e 3 de maio, após Macron ter anunciado uma série de propostas, incluindo cortes tributários no valor de 5 bilhões de euros, em uma tentativa de apaziguar os “coletes amarelos”, movimento de protestos contra o seu governo.

Entre 18 e 22 de abril, 23% das pessoas ouvidas em pesquisa disseram que votariam no REM, contra 22% que votariam no RN. As eleições para a UE serão realizadas em 26 de maio na França.

Macron enfrenta o maior desafio de sua Presidência com os protestos dos “coletes amarelos”, que começaram há quase seis meses. As marchas começaram contra o aumento do imposto carbono, uma taxa que começou a ser aplicada no ano passado sobre o diesel, que é mais usado na França do que a gasolina, porém mais poluente. Entretanto, acabaram se tornando um movimento mais amplo contra a campanha reformista pró-mercado de Macron.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios