Política

‘Vamos aprovar todas as reformas’, diz Rodrigo Maia

Maia concordou que o governo está "legislando muito" por meio de medidas provisórias, mas afirmou que todos os governos recorrem a esse instrumento

Em meio a uma crescente avaliação de que não há mais ambiente político para aprovação de outras reformas previstas pelo governo, como a tributária e a administrativa, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira (4) que todos os projetos serão aprovados.

Veja também: Setor agropecuário prevê faturamento de R$670 bilhões em 2020

“(O governo) consegue aprovar. Vamos aprovar todas as reformas, não são importantes só para o governo, são importantes para o Brasil”, disse o parlamentar a jornalistas, depois de ter sido questionado sobre se o Executivo teria condições de passar outras reformas após a tramitação da reforma da Previdência.

Maia também foi perguntado sobre se o governo não estava “legislando muito” por meio de medidas provisórias. Ele concordou, mas ponderou que todos os governos recorrem a esse instrumento. “Sou a favor de mudar a Constituição e vedar a MP, mas ainda não sou majoritário”, afirmou.

O presidente da Câmara deu as declarações após ter participado de evento em São Paulo do JPMorgan.

Veja também: Partido do Presidente Jair Bolsonaro será registrado hoje em cartório e começará coleta de assinaturas físicas

Ele participou de um painel ao lado do secretário do Tesouro, Mansueto Almeida. A conversa foi mediada pela economista-chefe do banco para ao Brasil, Cassiana Fernandez.

Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Via
R7
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios