cidadesDestaqueEsportesGeral

Vasco ameaça não jogar mais no Maracanã

Clube não está satisfeito com a notícia de que Flamengo e Fluminense vão gerir o estádio nos próximos seis meses

O Vasco não está digerindo bem a notícia de que o estádio do Maracanã será gerido por seus rivais Flamengo e Fluminense pelos próximos seis meses.

O governo do Estado do Rio de Janeiro aceitou na semana passada a proposta oferecida pela dupla Fla-Flu, para administrar o estádio provisoriamente, até que seja escolhido um novo gestor após o rompimento do Contrato com o consórcio Maracanã. A gestão provisória será por um período de 180 dias, prorrogáveis por mais 180.

“Eu acho que é indevida essa colocação de dar ao Flamengo e ao Fluminense a gestão do Maracanã. O Maracanã é um aparelho do povo, foi construído com custo superior a R$ 1 bilhão e deveria ser colocado em benefício do futebol e atendendo a todos os clubes do Rio de Janeiro, e não apenas um ou dois. Achamos muito estranha a maneira como se deu essa cessão de direitos e vamos contestar isso na Justiça”, protestou o presidente do Vasco, Alexandre Campello, nesta terça-feira.

Em meio à disputa das finais do Campeonato Carioca 2019, com jogos programados para os próximos dois domingos, Campello confirmou quer o Vasco mandando sua partida no Engenhão.

“O Vasco indicou o Nílton Santos como seu campo, uma vez que o mando da primeira partida de decisão é do Vasco. Eu entendo que é uma questão burocrática, pois tanto Maracanã quanto Nílton Santos estão habilitados para ser o palco da final. Então, não vejo qualquer impedimento para o jogo ser lá,” decretou o dirigente.

Via
Por Estadão Conteúdo
Tags

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios