Notícias

Vendedores do Centro do Rio embarcam no sucesso de ‘Caneta azul’

'Tem um vendedor de picolé que passa toda hora aqui cantando essa música. Já briguei, mas não adianta', disse comerciante

RIO — O hit chiclete “Caneta Azul” tomou conta das ruas do Centro do Rio. Os poucos camelôs que vendem o produto já não aguentam mais ouvir seus clientes cantando sucesso do maranhense Manoel Jardim Gomes , de 50 anos, que viralizou nas redes sociais. Criada pelo vigilante, que mora na cidade de Balsas, a música virou sucesso no país e entre famosos, como Wesley Safadão, Tirulipa e também o craque Neymar . O vendedor Max Luís Palmeira Batista, de 37 anos, é um deles. Na sua banca, instalada na Rua das Andradas, tem canetas de todas as cores, mas nos últimos dias só ouve falar da tal azul.

— O sucesso da música não influenciou nada nas vendas, que continuam as mesmas. Estou vendendo muito a preta, mas é por causa da prova do Enem. O que não aguento mais são as pessoas que passam aqui o dia inteiro cantando. O pior é que ao chegar em casa ainda tenho que ouvir os filhos cantando — brinca Max Luís.

Bem lembrado por Max. Neste domingo, apesar do sucesso, nada de caneta azul. Os estudantes que irão fazer a prova do Exame do Ensino Médio (Enem) amanhã devem levar a caneta preta.

O vídeo de Manoel Gomes cantando a música já superou 12 milhões de visualizações na internet. Enquanto isso, nas ruas do Centro do Rio, a vendedora Raíssa Garios, de 26 anos, continua vendendo duas canetas azuis e aguentando a “zoação” dos colegas.

— Tem um vendedor de picolé que passa toda hora aqui cantando essa música. Já briguei, mas não adianta — diverte-se Raíssa, que trabalha no acesso à estação do metrô da Carioca.

Há 35 anos vendendo canetas e outros artigos para estudantes no Largo de São Francisco, o ambulante Vilmar dos Santos Costa, de 36 anos, conhecido como Bill, nem sabia da existência da música há uns três dias.

— Mas a letra só tem ‘caneta azul’? É só isso? — pergunta.

O vigilante Manoel Gomes , promete lançar um CD com composições próprias na internet. Ele disse que tem um CD com 14 composições próprias e que lançará na internet. Depois do sucesso arrebatador, Manoel correu e registrou a música num cartório de Balsas.

No domingo, a torcida do Flamengo promete cantar uma adptação do sucesso. Um vídeo com a versão já faz sucesso no You Tube: ” Caneta azul, azul caneta. Hoje vai ter gol de Gabigol e Arrascaeta”, diz a letra.

No Norte, “fã” foi além

E ainda teve gente que tatuou o rosto do autor do meme no peito. O estudante de música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte Joselino Júnior, de 22 anos, aceitou a ideia do tatuador Diego Farias, de 31 anos, que fez o desenho do rosto de Manoel com duas canetas no seu peito.

— Meu corpo é como se fosse uma tela — diz Joselito. — Gosto de ver o artista expressar a sua arte. Além disso, só se vive uma vez. Temos que aproveitar e fazer o que gosta.

Apesar de dizer que não queria fama com a tatuagem, o cearense Joselito Júnior ficou famoso e tem posado para fotos nas ruas de Campina Grande, na Paraíba, onde fica o estúdio do tatuador. Perguntado se seus pais estranharam a tatuagem, Joselito disparou:

— Para quem tem o “negão do whatsapp“ tatuado na coxa, o rosto do autor da caneta azul não surpreende.

O tatuador Diego Farias diz que o amigo aceita qualquer desafio.

— Quando vi que a música tinha viralizado e vários memes surgiram, dei a ideia de fazer o a tatuagem. Pensei logo no Joselito, que já tinha feito o “negão do whastapp“. Sabia que ele aceitaria.

O tatuador disse que mesmo com o sucesso feito por Joselito Júnior, ninguém apareceu no estúdio pedindo para fazer a mesma tatuagem.

— Não apareceu outro doido que topasse fazer — brinca o tatuador.

Via
O GLOBO
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios