Educação

Weintraub não quer desistir de carteirinha estudantil e enviará projeto após fracasso com MP

BRASÍLIA – O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, não quer desistir de seu projeto da nova carteirinha de estudante, a ID Estudantil. A iniciativa foi criada por medida provisória no ano passado, mas como o Congresso nem sequer instalou a comissão mista para debater o tema, a proposta perderá validade no próximo domingo, 16 de fevereiro.

Em entrevista a um canal do Youtube, republicada em sua conta no Twitter, o ministro afirma que o governo insistirá no tema com o envio de um projeto de lei ao Congresso.

— Estamos pensando em uma solução, que não é ótima. Eu não posso encaminhar outra MP este ano. Vamos encaminhar um projeto de lei. Vai demorar algum tempo pra tramitar, não vai ser rápido. Estamos pensando em alguma ação para mitigar — afirmou o ministro.

Na entrevista, Weintraub faz ataques à União Nacional dos Estudantes (UNE), órgão que tem na emissão de carteirinhas uma de suas fontes de renda. O ministro diz que não há transparência da entidade e usa o termo “tigrada” a se referir à organização.

— Vamos tentar mitigar isso, tirar essa grana da tigrada. Primeiro, porque não tem transparência. Segundo porque são de centenas de milhões de reais que a gente está falando. A gente nem tem transparência de saber quantas pessoas tiram essas carteirinhas — afirmou.

Weintraub conclui a entrevista recomendando aos estudantes utilizarem até o dia 16 o aplicativo disponibilizado pelo governo para solicitar sua carteirinha. De acordo com os ministros, quem conseguir obter a nova ID até esta data poderá utilizá-la o ano todo.

Via
POR: O GLOBO

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios