NotíciasPolíticaSaúde

Witzel diz que vai decretar mais 15 dias de distanciamento social a partir de segunda-feira

'Falar para as pessoas irem para a rua hoje é criminoso', disse o governador. No primeiro decreto, o governador proibia festas e sessões de cinema e recomendava fechar academias e shoppings.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, fez um pronunciamento na noite desta sexta-feira (27) por uma rede social, no qual afirmou que vai decretar mais 15 dias de distanciamento social, a partir da próxima segunda-feira (30).

“Falar para as pessoas irem para a rua hoje é criminoso”, disse o governador, sem citar nomes.

Witzel disse que é preciso manter o isolamento social e que sabe que “empresários estão em dificuldades”, mas que esse é “momento de cuidar da saúde” e que “não há outra alternativa”.

“Estamos preocupados porque se não mantivermos as restrições que o mundo inteiro adotou nós teremos graves problemas para salvar a sua vida. Precisamos que você fique em casa, precisamos que você mantenha o isolamento social”, acrescentamos.

Central do Brasil vazia às 18h desta sexta-feira, 27 — Foto: Marcos Serra Lima/G1
Central do Brasil vazia às 18h desta sexta-feira, 27 — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Primeiro decreto

O primeiro decreto publicado por Witzel com restrições à população do estado para conter a doença foi publicado no dia 17 de março (veja abaixo na reportagem as medidas anunciadas).

O governador proibia festas e sessões de cinema e recomendava fechar academias e shoppings. O prazo de 15 dias para as medidas termina no início da próxima semana, na terça-feira (31).

Apesar do anúncio de prorrogar as restrições, o governador disse que, a partir de 4 de abril, vai, com a ajuda do secretário de Saúde, Edmar Santos, começar a reavaliar as restrições.

Medidas do primeiro decreto no dia 17

  • Aulas nas unidades da rede pública e privada de ensino, inclusive nas unidades de ensino superior;
  • Comícios e passeatas;
  • Jogos de futebol e demais eventos desportivos;
  • Sessões de cinema e de teatro;
  • Shows;
  • Eventos em salão ou casa de festas, como aniversários;
  • Feiras;
  • Eventos científicos;
  • Visitação a unidades prisionais;
  • Visitação a pacientes diagnosticados com o Covid-19.

Nos transportes

  • Redução de 50% da frota e ônibus, barcas, trens e metrô;
  • Suspensão do passe livre.

Recomendações

  • Restringir a 30% a lotação em bares, restaurantes e lanchonetes, com normalidade de entrega e retirada de alimentos no próprio estabelecimento;
  • Restringir a hóspedes o funcionamento de bares, restaurantes e lanchonetes no interior de hotéis e pousadas;
  • Fechar academias de ginásticas;
  • Fechar shopping centers e centros comerciais, exceto supermercados, farmácias e serviços de saúde. Bares, restaurantes e lanchonetes devem observar a restrição da lotação e reduzir em 30% o horário de funcionamento.
  • Não frequentar praia, lagoa, rio e piscina pública;
  • Suspender voos com origem em estados e países com circulação confirmada do coronavírus ou situação de emergência decretada;
  • Suspender a atracação de navio de cruzeiro com origem em estados e países com circulação confirmada do coronavírus ou situação de emergência decretada.
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios